Assembleia dia 30/07 com os trabalhadores da Tim, Vivo e Algar

Postado por: admin Categoria: Notícias

Conectamos o país. Essencial, agora, é o reconhecimento! Garantir saúde, emprego, salários e benefícios, PPR e regulamentar o home office são os desafios que vamos enfrentar na negociação dos Acordos Coletivos de Trabalho com as operadoras de telefonia no país.

Nesta próxima quinta-feira (30) realizaremos a assembleia para aprovação da Pauta de Reivindicações dos trabalhadores das operadoras Tim, Vivo e Algar. A assembleia será realizada conjuntamente por todos os sindicatos que integram a Federação Livre, das 7 às 19 horas, em uma plataforma virtual disponível aqui em nossa página. A utilização da assembleia online se dá em razão da pandemia do novo coronavírus que impede aglomeração.

A data base é 1º de setembro, mas o cenário de crise pandêmica, econômica e política, com um desgoverno que paira sobre a classe trabalhadora, alerta para uma campanha salarial difícil. Porém, a categoria foi e continua sendo essencial, mantendo o Brasil conectado. Agora, é hora de esforço, mas também de reconhecimento.

Para que os trabalhadores saibam o que estamos reivindicando, expomos aqui os itens da pauta, aqueles que são iguais para todas as empresas:

– Manutenção dos atuais Acordos Coletivos de Trabalho, com vigência de dois anos, de 1º de setembro de 2020 até 31 de agosto de 2022.

– Os acordos precisam garantir a renda e os benefícios, restabelecendo o poder de compra dos salários pela INPC-IBGE e assegurando ganho real.

– Discutir e estabelecer Acordo Coletivo para pagamento de Participação nos Lucros e Resultados referente ao ano de 2020.

– Garantia dos atuais postos de trabalho. Neste momento de pandemia, e também na pós-pandemia, é preciso garantir que as operadoras não demitam. Afinal, os “colaboradores” estiveram, e ainda estão, na linha de frente, muitos tendo de trabalhar em casa, no regime de home office, sem as condições adequadas. Garantir estabilidade é fundamental para a retomada do crescimento.

– Ajustar acordo ou aditivo para tratar da modalidade do home office/teletrabalho. A maioria dos trabalhadores nas operadoras estão em regime de home office, sem regulamentação e regras adequadas, uma vez que a Medida Provisória que o instituiu já perdeu a validade, pois não foi votada pelo Congresso Nacional. O SinttelRN e todos os demais sindicatos da Federação Livre querem regras claras e justas para o home office.

Essa talvez seja a primeira vez que os trabalhadores dessas operadoras participam de uma assembleia online, mas o SinttelRN, por força das circunstâncias, já realizou várias outras dessa maneira com outros segmentos da categoria, todas bem sucedidas. O mais importante é que todos participem, referendem essa assembleia que deflagra a campanha salarial do setor para 2020. A nossa participação vai demostrar a nossa força e disposição de luta para defender o que queremos nessa campanha.

Todos sabemos que o momento é grave, especialmente para a classe trabalhadora. Mas na hora de negociar as empresas vão tentar inverter os fatos, vão querer nos provar que estão em situação pior que a nossa. Só a nossa união e o engajamento sindical nos farão virar o jogo. Essa mobilização começa agora. Vote!

COMO VOTAR

O processo de votação é simples, rápido, seguro e legal. Clique aqui no link para votar. Você informa sua matrícula e data de nascimento, confirma/informa os dados solicitados e vota.

Compartilhar este post

Deixe um comentário


× WhatsApp