Trabalhadores da Claro: chegou a hora!

Postado por: admin Categoria: Notícias

claro.escuroO processo de negociação com a Claro para renovação do Acordo Coletivo foi complicado desde o início. A empresa apresentou propostas absurdas e enrolou ao máximo, demorando pra marcar reuniões ou cancelando e adiando as reuniões agendadas, tudo para conhecer as propostas das demais operadoras e trazer o encerramento da campanha para próximo do período natalino, na expectativa de fazer o trabalhador aceitar qualquer coisa.

A proposta da Claro é simplesmente a pior entre todas as grandes operadoras. A Claro perde até para a endividada Oi, que enfrenta um processo de recuperação judicial e sofre ameaça de intervenção federal. A empresa tentou ao máximo congelar benefícios. Quando avançou da estaca zero, a Claro propôs um absurdo que não pode passar batido: criar uma diferença no VA/VR para os futuros contratados.

O que está por trás disso? Uma perigosa brecha para demitir os atuais trabalhadores e trocar por uma mão de obra mais barata. É por isso que rejeitamos essa proposta em mesa de negociação. Como admitir duas faixas de benefícios, com até dez reais de diferença? Como aceitar essa diferenciação entre trabalhadores?

A Fenattel e os seus sindicatos filiados tentaram de todas as formas convencer a empresa a retirar de sua proposta essas ilegalidades que ferem o princípio da isonomia. A Claro, entretanto, bateu o pé.

Os trabalhadores tem, agora, a oportunidade de também baterem os pés. Não podemos ser cúmplices dessa proposta nefasta da Claro, que guarda, ainda, outras condições absurdas, como uma espécie de cheque em branco para a empresa fazer escalas para seus técnicos e um PPR com gatilho que ninguém sabe se será atingido.

Na próxima quarta-feira, dia 21 de dezembro, às 13h30, na sede da empresa (Rua Jundiaí, 383, Tirol) nos reuniremos em assembleia geral extraordinária. Na oportunidade serão relatados e discutidos todos os aspectos que devem ser considerados pelos trabalhadores para sua decisão quanto à renovação ou não do instrumento coletivo de trabalho bem como os demais encaminhamentos que se fizerem necessários.

Veja a proposta da empresa, na íntegra:

REAJUSTE SALARIAL
* Reajuste de 7,01%, sendo: 4,05% nos salários base de 31/ago/2016 retroativo a data base; 2,845% nos salários base de 31/dez/2016 em janeiro/2017
* Abono Salarial de 14,22% sobre os salários base de dez/2016 com pagamento em janeiro/2017
* Excluem-se destes reajustes funcionários das categorias Gerentes e Diretores dos grades 18,19,20,21,22,23 e 24, assim como, das categorias GF/GVM/DF/DC/DCS/DE, conforme posição em 31/08/2016 na estrutura de cargos e salários.
* Excepcionalmente para este acordo os empregados enquadrados na categoria GS/GVS serão elegíveis ao reajuste salarial.

PISO SALARIAL
* 36 horas: Reajuste de 9,62% em janeiro/2017 passando para R$1.042,74 e durante o período de experiência o valor de R$990,60
* 40 horas: Reajuste de 9,62% em janeiro/2017 passando para R$1.549,45 e durante o período de experiência o valor de R$1.394,50
* 44 horas (lojas): Reajuste de 9,62 em janeiro/17 passando para R$1.409,93 sendo durante o período de experiência o valor de R$1.268,94

BENEFÍCIOS
* AUXÍLIO EDUCAÇÃO INFANTIL: Aumento de 7,01%, retroativo a data base, no limite do reembolso com despesas de educação infantil, passando para R$ 488,16 mensais.
* AUXÍLIO EDUCAÇÃO ESPECIAL: Aumento de 7,01%, retroativo a data base, no limite do reembolso com despesas de educação especial, passando para R$ 826,52.
* PROGRAMA ALIMENTAÇÃO
– Para todos os colaboradores o aumento será de 7,01% retroativo a data base. Permanecem seus respectivos critérios de participação, concessão de dias, férias, afastamentos e etc, previamente estabelecidos nos acordos.
– A empresa se compromete a não reduzir os valores do programa alimentação dos atuais colaboradores.
– Para colaboradores admitidos a partir de 01/janeiro/2017, independente da jornada de trabalho, serão praticados os valores e critérios do quadro abaixo, afim de iniciar a equalização dos valores com os colaboradores oriundos da NET. No caso dos trabalhadores do Norte, Nordeste e Centro Oeste (exceto Distrito Federal) o novo valor facial será de R$ 22,09. Para estes novos trabalhadores não haverá concessão do benefício nas férias e afastamentos. O valor total creditado será correspondente a quantidade de dias de trabalho no mês.
– Para os atuais empregados com valores inferiores aos citados no quadro acima serão reajustados automaticamente em janeiro/2017.

DEMAIS ITENS
* QUEBRA DE CAIXA: Fica assegurado aos empregados que exercem a função permanente de caixa o pagamento de uma parcela indenizatória mensal reajustado em 9,62% passando para R$ 55,90.
* ESCALAS DE REVEZAMENTO: Os SINDICATOS concordam em avaliar as escalas de revezamento com base em minuta encaminhada pelas EMPRESAS, em até 30 dias após formalização da proposta, objetivando firmar aditivo específico sobre o tema ao presente Acordo Coletivo de Trabalho.

ANTECIPAÇÕES
* 1ª PARCELA do 13º SALÁRIO DE 2017: Para todos os funcionários de todas as empresas a primeira parcela do 13º salário será antecipada para o dia 06 de janeiro de 2017, correspondente a 50% (cinquenta por cento) do salário nominal.
* PAGAMENTO DO PPR 2016: Para todos os funcionários de todas as empresas o pagamento do PPR será antecipado para dia 24 de fevereiro de 2017.

DATAS DOS PAGAMENTOS DAS DIFERENÇAS
* Diferenças Salariais – dia 29/12/2016 junto ao pagamento mensal
* Diferenças Benefícios – dia 29/12/2016 junto ao pagamento mensal
* Diferenças Programa Alimentação – dia 30/12/2016 junto a carga mensal

Compartilhar este post

Deixe um comentário


× WhatsApp