29 de junho: dia da telefonista

Postado por: admin Categoria: Notícias

dia.da.telefonistaInventado em 1876 por Alexandre Graham Bell, o telefone provocou uma revolução nos meios de comunicação. No princípio um privilégio, em pouco tempo o telefone seria indispensável para encurtar distâncias entre as pessoas e resolver problemas pessoais e profissionais. Tanta gente queria ter o chamado telefone, que já não eram mais possíveis ligações individuais entre cada aparelho. Necessitava-se de centrais telefônicas para fazer a conexão correta.

Quando a primeira central telefônica entrou em funcionamento em Connecticut, em 25 de janeiro de 1878, eram trabalhadores do sexo masculino que faziam as conexões ao outro lado da linha. Mas, já no final do ano, todos eles foram substituídos por mulheres: surgia então a profissão de telefonista.

Também na Alemanha, no ano de 1890, foram contratadas mulheres para o trabalho nas centrais telefônicas, o que se justificou na época da seguinte maneira: “O tom mais alto das cordas vocais femininas é mais compreensível. Além disso, os clientes comportam-se de forma mais amigável ao ouvirem uma voz de mulher ao telefone”.

O trabalho das primeiras telefonistas

O diretor do Museu da Comunicação em Frankfurt, Helmut Gold, descreve assim o trabalho das primeiras telefonistas: “No painel à frente da telefonista, havia uma tomada para cada aparelho telefônico instalado. Ela recebia o telefonema e perguntava a quem devia chamar. Ela podia conectar qualquer telefone, enfiando o pino na tomada correspondente. Feito isto, avisava a pessoa sobre a chamada e transferia a ligação”.

As exigências para a aceitação no emprego eram uma boa formação escolar, fineza de trato e, se possível, conhecimento de idiomas estrangeiros. Além disso, as moças deviam ser jovens e de “boa família”. O seu treinamento era feito pela empresa dos correios, que detinha o monopólio da telefonia na Alemanha, desde os seus primórdios até a década de 90 do século 20.

Segundo Helmut Gold, o treinamento não passava de uma explicação sobre o funcionamento dos respectivos aparelhos. Era feita também uma série de testes, sendo os mais importantes os de dicção e locução.

Evolução tecnológica

Hoje os sistemas de telefonia são automáticos, dispensando a intervenção da telefonista para a realização de chamadas telefônicas. E apesar de toda evolução tecnológica experimentada ao longo do tempo, este continua sendo um cargo muito importante para as empresas que compreendem que um bom atendimento é fundamental para os negócios.

Receber e transferir ligações, localizar pessoas, transmitir mensagens e registrar solicitações são algumas das funções desempenhadas por este profissional atualmente. O serviço, essencial no atendimento ao público, funciona como um cartão de visitas da empresa, instituição ou organização. Aliás, foi o trabalho do telefonista que deu a base para a indústria dos centros de chamadas (call centers) em todo o mundo. Sabemos, portanto, da imensa luta travada durante dezenas de anos por estes profissionais que se preparam para diariamente fornecer informações e responder às dúvidas de quem o procura.

O SINTTEL, que representa as trabalhadoras e trabalhadores telefonista no Rio Grande do Norte, parabeniza estes profissionais pela passagem de sua data comemorativa – 29 de junho.

Compartilhar este post

Deixe um comentário


× WhatsApp