Negociação com a Teleperformance chega à proposta final

Postado por: Sinttel RN Categoria: Notícias

Participem da assembleia virtual dia 17 de fevereiro

Após horas de debate, na última reunião de negociação com a Teleperformance realizada em 15 de fevereiro passado o SinttelRN “arrancou” algumas melhorias na proposta final da empresa. Muito embora as condições apresentadas ainda deixem a desejar, especialmente por não garantir a reposição integral do INPC para todos os trabalhadores, a proposta será levada à apreciação dos trabalhadores em assembleia online, que será realizada na quinta 17/02. Confira abaixo a proposta final:

>> Piso salarial de R$ 1.212,00 a partir de abril/22

# ABONO para quem ganha o piso salarial: Uma parcela única de R$ 340,00 (trezentos e quarenta reais), proporcional ao tempo trabalhado em 2022, a ser pago no próximo dia 24/02/2022 caso a proposta seja aprovada.

>> Reajuste de 7% (sete por cento) para quem ganha acima do piso salarial (até o nível de coordenador), sendo 4% (quatro por cento) em abril/2022 e 3% (três por cento) em outubro/2022.

# ABONO para quem ganha acima do piso salarial (até nível de Coordenador): parcela única equivalente a 30% (trinta por cento) do salário base praticado em dez/2021, proporcional ao tempo trabalhado em 2022, a ser pago no próximo dia 24/02/2022, caso a proposta seja aprovada.

>> Vale alimentação: reajuste de 7% (sete por cento), sendo 4% (quatro por cento) em abril/2022 e 3% (três por cento) em outubro/2022.

# Parcela única extraordinária de R$ 100,00 (cem reais) para todos os trabalhadores, podendo ser através de crédito no cartão vale refeição/alimentação ou de crédito em conta, a ser pago no próximo dia 24/02/2022, caso a proposta seja aprovada.

>> Auxílio creche/demais benefícios: 7% (sete por cento), sendo 4% (quatro por cento) em abril/2022 e 3% (três por cento) em outubro/2022.

>> PL/R 2021: Valor correspondente a 10% (dez por cento) do salário base praticado em dez/2021, garantindo-se o mínimo de R$ 122,00 (cento e vinte e dois reais), calculado proporcionalmente ao tempo trabalhado no ano de 2021 para trabalhadores até o nível de coordenador, a ser pago no próximo dia 24/02/2022, caso a proposta seja aprovada.

>> PL/R 2022: Negociação em até 60 dias;

>> HOME OFFICE/TELETRABALHO: além do valor mensal, as condições do home office serão discutidos em reunião específica, a se realizar em até 15 dias;

>> Manutenção de todas as demais cláusulas do acordo coletivo de trabalho, cuja vigência será bienal, garantindo-se a discussão anual das cláusulas de caráter econômico, a cada mês de janeiro.

ASSEMBLÉIA VIRTUAL DIA 17 DE FEVEREIRO, DAS 7 ÀS 19 HORAS. PARTICIPE! A SUA OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE

PARA NÃO AGLOMERAR A ASSEMBLÉIA SERÁ VIRTUAL

Face a pandemia do coronavírus, as assembleias do SinttelRN são realizadas de forma virtual, utilizando-se uma plataforma de votação online independente, contratada pelo sindicato para todas as demais assembleias da categoria, sendo garantido o completo sigilo do voto.

A votação ocorrerá nesta quinta, dia 17/02, exclusivamente no horário das 7 às 19 horas. Para votar, basta acessar o link https://sinttelrn.votabem.com.br, informar seu número de matrícula e data de nascimento para autenticar seu ingresso no ambiente de votação e responder se concorda ou não com a proposta final da Teleperformance.

Devem acessar a plataforma e votar somente os trabalhadores abrangidos pelo acordo coletivo de trabalho firmado com o Sinttel/RN.

PAPO RETO SOBRE A ASSEMBLÉIA

O Sinttel não mente e nem ilude os trabalhadores que, de forma livre e consciente, através do voto secreto, darão a sua opinião – SIM ou NÃO – quanto a proposta final para o acordo coletivo de trabalho 2022/2023, definindo os próximos e principais passos da campanha salarial, cujos desdobramentos poderão ser:

* Se aprovar a proposta final: o Sinttel assinará o novo acordo coletivo e passará a fiscalizar o cumprimento dos pagamentos dos abonos e demais itens do instrumento coletivo.

* Se não aprovar a proposta final: para haver mais avanços na proposta, os trabalhadores serão convocados pelo Sinttel à luta, fazendo o enfrentamento com a empresa através de paralizações parciais e greves por tempo determinado ou não. Caso a empresa não mude a proposta, restará a opção do dissídio coletivo, ou seja, caberá à justiça o desfecho final da negociação.

A luta da classe trabalhadora não é fácil e demanda muita seriedade, responsabilidade e, acima de tudo, UNIDADE nas decisões coletivas.

O ASSUNTO DA ASSEMBLÉIA É DO SEU TOTAL INTERESSE. PARTICIPE E NÃO DEIXE QUE OS OUTROS DECIDAM POR VOCE.

Compartilhar este post

Deixe um comentário


× WhatsApp