AeC: trabalhadores dizem NÃO à proposta da empresa

Postado por: admin Categoria: Notícias

nao.2Em uma histórica demonstração de consciência, unidade e disposição para conquistar mais, os trabalhadores da AeC, em assembleia realizada nesta terça-feira (23/02), decidiram rejeitar a proposta apresentada pela empresa para renovação do Acordo Coletivo de Trabalho para 2016. Da assembleia participaram 2.135 trabalhadores e, dos presentes, 2.076 (97%) disseram NÃO à proposta da AeC.

A empresa ofereceu para os atendentes igualar os salários ao salário mínimo nacional (R$880,00) somente em abril, sem pagar os retroativos salariais devidos, concedendo apenas um abono de R$200,00, que não compensa sequer a diferença de salário. Para os demais trabalhadores, a empresa ofereceu o INPC (11,28%), mas somente a partir de abril e ainda em três parcelas, sem o pagamento de retroativo e nem abono indenizatório. Além disso, a empresa continua negando o pagamento de PL/R e a concessão de vale alimentação/refeição, mesmo depois da entrega de abaixo assinado com mais de mil e duzentas assinaturas de trabalhadores reivindicando o benefício.

A categoria decidiu rejeitar a proposta e autorizar o sindicato a buscar as medidas negociais e/ou judiciais para conquistar os avanços reivindicados pelos trabalhadores. E mais: a categoria decidiu, ainda, decretar estado de greve, com o objetivo de manter os trabalhadores mobilizados e de prontidão para as próximas ações orientadas pelo sindicato, inclusive a eventual deflagração de greve.

#queremosmais

O SINTTEL RN e os trabalhadores da AeC em Mossoró demonstraram firmeza e comprometimento em alcançar melhorias nos salários e benefícios praticados na empresa. E mais: deixaram claro ainda que a concessão de VA/VR para os atendentes, em substituição ao lanche atualmente fornecido, também é uma reivindicação central para a categoria, mesmo porque a AeC, ao que sabemos, é a única grande empresa de teleatendimento no país que não concede esse benefício aos empregados que trabalham no atendimento.

A AeC, no entanto, não opera somente no Rio Grande do Norte. A empresa também tem atuação no Ceará, em Alagoas, na Paraíba e tem sua sede em Minas Gerais. No Ceará, em assembleia realizada também hoje (23/02), a proposta da empresa também foi rejeitada. Os trabalhadores da empresa nos demais estados têm o dever de refletir e a oportunidade de unirem-se aos companheiros de Mossoró (RN) e de Juazeiro do Norte (CE) na luta por avanços nos salários e benefícios praticados pela empresa, muito especialmente a concessão do vale alimentação/refeição para os atendentes.

A hora é agora!

A hora agora é de permanecermos mobilizados e atentos aos chamamentos do sindicato. Dizer não à proposta da empresa não é o bastante; precisamos criar as condições para levar a empresa a reavaliar sua oferta e apresentar uma nova proposta, mais condizente com as reivindicações da categoria. Com a palavra, a AeC.

Compartilhar este post

Comentários (2)

  • Charliton

    Amanhã, dia 01/04/2016 vai haver uma reunião com os colaboradores e o sindicato dos trabalhadores …porém, a empresa passou a semana toda fazendo reuniões com os funcionários com a intenção de “coagir ” os mesmos a aceitar sua proposta ou demissão

    1 de abril de 2016 a 00:38
  • ana

    Realmente não serviu de nada vamos receber os 880 para a categoria que não vai receber 11% em cima do salario ficamos no minimo mesmo tanta luta pra que ???

    4 de março de 2016 a 12:30

Deixe um comentário


× WhatsApp